Mais uma parcela

Mais uma parcela

O governo do Estado deposita nesta sexta-feira para os servidores públicos a parcela de até 1 mil reais dos salários de julho

Sede da Secretaria da Fazenda do RS. no Centro de Porto Alegre. (Foto: Alex Rocha/Palácio Piratini)

O governo do Estado fará um novo depósito de até 1 mil reais, nesta sexta-feira (11), integralizando a folha salarial do mês de julho para os servidores vinculados ao Poder Executivo com rendimento líquido de até 3,6 mil reais, que corresponde a 70% do funcionalismo. O crédito estará disponível para saque logo pela manhã.

Para efetuar o repasse da penúltima faixa da parte líquida da folha de julho, a Secretaria da Fazenda precisou ter em caixa cerca de 134 milhões de reais. O dinheiro tem origem na arrecadação do ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços) sobre combustíveis, energia elétrica e telecomunicações, além de repasses do FPE (Fundo de Participação dos Estados) e IPI-Exportação. Ainda nesta quinta-feira (10), haviam sido depositados 1.050,00 reais.

Com mais este crédito, ficam contemplados os vencimentos de 85% do Magistério, que é a mais expressiva categoria do serviço público. A Secretaria precisa ainda de 332,7 milhões de reais para quitar a folha, que fechou em 1,170 bilhão de reais (sem as consignações e tributos). Segue a previsão de atender os demais 30% das 344 mil matrículas de ativos, inativos e pensionistas até o próximo dia 15.

Folha Salarial de Julho do Poder Executivo

31 de julho – 650 reais

1º de agosto – 450 reais

9 de agosto – 450 reais

10 de agosto – 1.050 reais

11 de agosto – 1.000 reais

a) no dia 31 de julho foi paga a oitava parcela do 13º salário de 2016, um total de 102 milhões de reais

b) no dia 2 de agosto foi paga, de maneira integral, a folha dos servidores das Fundações (celetistas), um total de 25 milhões de reais

Outra faixa

Ainda no final da tarde de quinta-feira (09), a Secretaria da Fazenda confirmou o depósito de outra faixa de até 450 reais, para cada um dos 344 mil vínculos de servidores ativos, inativos e pensionistas.

Para pagar os salários de até 2.600 reais, a Fazenda precisou reunir aproximadamente 829 milhões de reais. A arrecadação líquida de julho fechou em 2,172 bilhões de reais, uma queda superior a 276 milhões de reais na comparação com o mês anterior (2,448 bilhões de reais). Já as despesas chegaram a 3,215 bilhões de reais. (Pepo Kerschner/Ascom Sefaz)

 

http://www.osul.com.br/o-governo-do-estado-deposita-amanha-para-os-servidores-publicos-parcela-de-ate-1-mil-reais-dos-salarios-de-julho/ 




ONLINE
3