PEC da aposentadoria aprovada

PEC da aposentadoria aprovada

Assembleia aprova PEC da aposentadoria

Análise durou cerca de duas horas no plenário e teve muitas polêmicas

PEC da aposentadoria foi aprovada pela Assembleia nesta quinta | Foto: Caco Argemi / ALRS / CP

PEC da aposentadoria foi aprovada pela Assembleia nesta quinta | Foto: Caco Argemi / ALRS / CP

A Assembleia Legislativa aprovou em primeiro turno na manhã desta quinta-feira a PEC 261, que trata da aposentadoria de servidores. A aprovação se deu por 36 votos favoráveis e 18 contrários. Autodeclarados independentes, PDT e PTB votaram, em sua maioria, a favor da proposta, que faz parte do pacote de austeridade encaminhado pelo governador José Ivo Sartori ao parlamento.

A análise da PEC durou cerca de duas horas no plenário e teve muitas polêmicas. Ontem, sem votos necessários, a base governista havia retirado o quórum para evitar uma possível derrota. Hoje eram os oposicionistas que queriam que o texto saísse da pauta.

Um acordo foi formado quando acertou-se que a medida não atingirá os servidores na ativa de hoje, passando a valer para os que entrarem para o quadro após a aprovação. A PEC ainda precisa ser aprovada em segundo turno e só pode voltar ao plenário após três sessões. Deverá ser pautada novamente na semana que vem.

PEC altera texto sobre tempo de serviço

A PEC 261 altera a redação do artigo 37 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul, visando a substituir a noção de tempo de serviço pela de tempo de contribuição para efeito de aposentadoria, e o tempo de serviço correspondente para efeito de disponibilidade, aos servidores federais, estaduais e municipais, de modo adequar a redação da Carta Estadual à Federal.

Pela proposta do governo, a contagem seria feita pelo tempo de contribuição e não mais pelo tempo de serviço, como ocorre atualmente. Dessa forma, os servidores não poderiam mais acumular licenças não utilizadas para se aposentar mais cedo. O governo, entretanto, não tem votos suficientes para aprovar o texto original e deve protocolar emenda que prevê que as novas regras tenham validade somente para os futuros servidores.

Proposta de Emenda à Constituição nº 261 /2016

Poder Executivo

Altera a redação do artigo 37 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul.

Art. 1º O artigo 37 da Constituição do Estado passa a ter a seguinte redação:

“Art. 37. O tempo de contribuição federal, estadual ou municipal será contado para efeito de aposentadoria e o tempo de serviço correspondente para efeito de disponibilidade.

Parágrafo único. A lei não poderá estabelecer qualquer forma de contagem de tempo de contribuição fictício.”

Art. 2º Fica assegurada a contagem do tempo de serviço considerado pela legislação vigente até a data da publicação desta Emenda Constitucional, observada a incidência da norma do § 10 do art. 40 da Constituição Federal.

Art. 3º Esta Emenda Constitucional entra em vigor na data de sua publicação.

Ver imagem no Twitter

PEC da Aposentadoria aprovada em 1o turno com folga de votos na Assembleia

Reestruturação dos bombeiros entra na pauta

Depois da votação da PEC 261, entrou na pauta o PLC 278/2016 que trata sobre o período e regras de transição com vista à estruturação do Corpo de Bombeiros. O projeto prevê que o processo de estruturação da corporação – que será separada da Brigada Militar – será finalizado em até 180 dias a contar da data da publicação do PLC, caso aprovado. O projeto foi aprovado por 54 votos favoráveis e nenhum contrário.

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Politica/2017/7/622223/Assembleia-aprova-PEC-da-aposentadoria 

Translate this Page




ONLINE
4