Ameaças de suspender atendimentos IPE

Ameaças de suspender atendimentos IPE

Reunião entre IPE e Federação das Santas Casas termina sem acordo

Hospitais ameaçam suspender atendimentos pelo plano até o dia 01 de outubro


Uma reunião entre a direção do Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul (IPE) e representantes da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes e Filantrópicos do Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira (25), terminou sem acordo. Um novo encontro foi marcado para a próxima segunda-feira (29), último prazo para que um acordo entre as partes seja firmado, antes da assembleia da categoria que ocorre na quarta (01). Os hospitais ameaçam a suspensão dos atendimentos pelo plano, caso as reinvindicações não sejam atendidas.

Segundo o Presidente da Federação, Julio Dornelles, dois pontos não foram aceitos e ainda precisam ser discutidos: a implantação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPN), em substituição a tabela própria do IPE, além do modelo de  remuneração dos  medicamentos de uso restrito. Conforme a entidade, os preços estão congelados desde 2010, trazendo prejuízo de R$ 30 milhões às instituições. 

Já o presidente do IPE, Valter Morigi, garante que o órgão irá se reunir até o fim da semana com representantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para analisar as reinvidicações da Federação e apresentar uma nova proposta na segunda. Ele disse, ainda, acreditar que será possível fechar um acordo para evitar a suspenção do atendimento. O repasse das diferenças de faturamento, que segundo a Federação não são feitos desde 2010, já foram garantidos pelo IPE para o fim do ano.

Até agora, 71 hospitais acenaram com a suspensão dos atendimentos pelo plano. A decisão será tomada em assembleia no dia 01 de outubro

http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/reuniao-entre-ipe-e-federacao-das-santas-casas-termina-sem-acordo-118125.html

 

Leia mais:

 




ONLINE
6