IPE, pagamento das pensões por morte

IPE, pagamento das pensões por morte

IPE e Procergs firmam contrato para modernizar folha de pagamento das pensões por morte

O Instituto de Previdência do Estado e a Companhia de Processamentos de Dados do RS (Procergs) assinaram nesta terça-feira (12) o contrato para utilização de um novo software que vai auxiliar na elaboração da folha de pagamento das pensões por morte.

O Projeto RHE – Pensionistas vai realizar a implantação, manutenção, operação e armazenamento dos dados cadastrais dos pensionistas dos servidores públicos estaduais para a elaboração da folha de pagamento das pensões por morte, utilizando um software de grande porte e moderno.

O presidente do IPE, Valter Morigi, destaca a importância da assinatura no desenvolvimento deste projeto em conjunto com a Procergs para o avanço dos processos previdenciários da gestão do benefício de pensão. “O objetivo é melhorar ainda mais a gestão, interligando os sistemas de pensão. Com isto teremos mais agilidade na concessão do benefício e a redução no tempo de espera, em cerca de 7 dias”.

A implantação do RHE (Sistema de Recursos Humanos do Estado) iniciou em 2005, com o Poder Executivo e o Tribunal de Contas do RS. Atualmente, os poderes Legislativo e Judiciário, e também o Ministério Público, utilizam a mesma ferramenta. A inclusão dos pensionistas é o grande desafio desse projeto.

O diretor de previdência do IPE, Ari Lovera, disse que o atual sistema informatizado API – Sistema de Administração de Pensões, dá suporte em parte, ao controle de pensões e, consequentemente, dos beneficiários pensionistas já tem mais de 20 anos e pela sua formatação vem apresentando deficiências em atender as demandas, as mudanças de legislação trazidas pelas emendas constitucionais, pelas leis infraconstitucionais e estaduais, pelas Portarias do Ministério da Previdência Social, e já não atende aos controles necessários para a gestão do benefício por morte.

O IPE é o órgão do Estado que efetua a administração, o gerenciamento, a concessão, o pagamento e a manutenção do benefício de pensão por morte, na qualidade de gestor único do RPPS/RS – Regime Próprio de Previdência Social do Estado do Rio Grande do Sul, de aproximadamente 47 mil pensionistas.

Os trabalhos iniciam ainda no mês de agosto e está prevista a conclusão em 18 meses.

 

Luciana Fagundes

Comunicação Social IPE

(51) 3210 5615

(51) 8594 3769




ONLINE
3