Outra vez falta quórum

Outra vez falta quórum

Outra vez falta quórum na Assembleia Legislativa

Como tem acontecido desde o início dos trabalhos legislativos deste ano, a falta de quórum impede a votação do Projeto de Lei 154/2011, que possibilita a inclusão de pais e mães no IPE-Saúde. Nenhuma das 15 matérias que estavam na pauta desta terça-feira 11 foi apreciada pelos parlamentares gaúchos. O CPERS/Sindicato continuará acompanhando a tramitação do PL 154/2011.

PLC nº154/2011 Inclusão de pai e mãe no IPE 

Acesse mais notícias do IPE , aqui

Odone insiste em débito com o IPE

Depois de o secretário da Fazenda, Odir Tonollier, garantir que o Estado nada deve ao IPE-Saúde, o deputado Paulo Odone (PPS) recuperou relatórios do Tribunal de Contas para tentar provar o contrário.

Na página 150 do relatório das contas de 2011, está escrito que os servidores repassaram R$ 379,5 milhões e o Estado depositou apenas R$ 264,8 milhões, ou seja, R$ 114,7 milhões a menos do que deveria.

Em 2012, foram R$ 420,4 milhões dos servidores e R$ 331,2 milhões da cota patronal.

O relatório de 2013 mostra que o Estado depositou R$ 55 milhões a mais do que seria a cota patronal, reduzindo a dívida para R$ 149,2 milhões, sem considerar a correção monetária.

No relatório de 2012, o Tribunal de Contas apontou débito de R$ 190 milhões do Estado para com o IPE-Saúde.

http://www.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a4442384.xml&template=3916.dwt&edition=23889&section=1007

 




ONLINE
3