Programas Pibid e Residência

Programas Pibid e Residência

Pibid e Residência convocam Secretarias de Educação para habilitação das escolas que participarão dos programas

23/05/2018 | Capes

Os programas de fomento à formação de professores da educação básica estão em processo de chamada das secretarias estaduais e municipais de educação para que as unidades manifestem interesse na participação dos programas. Até o dia 11 de junho, as secretarias precisam acessar a Plataforma Freire e informar o aceite das normas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e de Residência Pedagógica. Além disso, devem usar a Plataforma Freire para habilitar as escolas que poderão abrigar os projetos de iniciação à docência ou de residência pedagógica que serão desenvolvidos em articulação com as instituições de ensino superior (IES) selecionadas por edital.

As IES selecionadas definiram em suas propostas quais seriam os componentes curriculares a serem trabalhados e informaram quais os municípios com os quais pretendem se articular para a implementação desses projetos. Dessa forma, para que as redes confirmem sua participação nos programas, as secretarias que possuem escolas nos municípios indicados nas propostas das IES devem acessar a Plataforma Freire e realizar os procedimentos necessários para habilitar suas escolas.

Está disponível na página dos programas – Pibid e Programa de Residência Pedagógica – o manual de orientações para as secretarias. O documento contém a descrição dos procedimentos a serem realizados no sistema. Também será disponibilizada a lista de componentes, municípios e IES para facilitar o trabalho de articulação desta etapa do edital.

Educação básica

Com o objetivo de promover a iniciação do licenciando no ambiente escolar ainda na primeira metade do curso, o Pibid estimula a observação e a reflexão sobre a prática profissional no cotidiano das escolas públicas de educação básica desde o início da jornada do docente. Os selecionados serão acompanhados por um professor da escola e por um docente de uma das instituições de educação superior participantes do programa.

Já o Programa de Residência Pedagógica induz o aperfeiçoamento do estágio curricular supervisionado por meio da imersão do licenciando – que já esteja na segunda metade do curso – em uma escola de educação básica. A imersão deve contemplar, entre outras ações, regência de sala de aula e intervenção pedagógica.

Assim como no Pibid, cada selecionado será acompanhado por um professor da escola com experiência na mesma área de ensino do licenciando e por um docente de instituição de educação superior. Além de assegurar a continuidade do Pibid, os editais propõem o aperfeiçoamento da formação de professores para a educação básica e a valorização dos cursos de licenciatura.

O programa Residência Pedagógica foi instituído em 2018 pela Portaria 38/2018. A finalidade da iniciativa é apoiar instituições de ensino superior na implementação de projetos inovadores que estimulem a articulação entre teoria e prática nos cursos de licenciatura, conduzidos em parceria com as redes públicas de educação básica.

https://goo.gl/U7JHzy 

 

https://convivaeducacao.org.br/fique_atento/685 




ONLINE
17