Monitorar qualidade de ensino

Monitorar qualidade de ensino

 RS terá ferramenta de gestão para monitorar qualidade de ensino nas escolas estaduais

Secretário da Educação, Ronald Krummenauer confirmou parceria com empresa privada para utilização de software a partir do segundo semestre

16/06/2017 

Foto: Marcelo Casagrande /Agencia RBS

Saiba mais

Um sistema de gestão escolar será implantado em cerca de 15 escolas estaduais do Rio Grande do Sul a partir do segundo semestre deste ano. A ideia é melhorar a qualidade de ensino e o desenvolvimento do aluno. Em entrevista à Rádio Gaúcha, na manhã desta sexta-feira (16), o secretário Estadual de Educação Ronald Krummenauer explicou que será um projeto piloto para cerca de 10 mil alunos e que deve ser ampliado no ano que vem:

— Vamos fazer capacitações com os diretores ainda este mês para implementar a ferramenta já no próximo semestre em algumas escolas.

Desenvolvido por uma empresa privada, que fez parceria com o Governo do Estado, a ferramenta permitirá controlar em tempo real a presença e o desempenho do aluno.

— A ferramenta vai permitir o acompanhamento das notas, vai disponibilizar informações para os pais - se o aluno vai na aula, quanto tirou na prova, qual é o tema de casa. O principal objetivo nosso é saber qual o desempenho do aluno e corrigir isso ao longo do próprio ano — comenta Krummenauer, que destaca a questão como a mais importante para melhoria da qualidade da educação.

Segundo Krummenauer, esse sistema ajudará a buscar soluções de deficiências ao longo do ano, de maneira ágil. O secretário também confirmou que o Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Rio Grande do Sul (Saers) — que teve provas aplicadas nas escolas no fim do ano passado - terá o resultado divulgado na próxima semana.

Nesta semana a secretaria confirmou o corte de mais de 2 mil turmas dos três níveis de ensino: Infantil, Fundamental e Médio. De acordo com Krummenauer não haverá superlotação em salas de aula e a decisão foi motivada devido à redução do número de alunos nas escolas.

— Temos mais de 500 mil alunos a menos, tem sentido manter o número de turmas? Não temos previsão de ter turma com 50 alunos e esse limite não será ultrapassado — garante o secretário, que também prospecta que o Estado terá 550 escolas reformadas no período de 2016 a 2018.

Questionado sobre a falta de professores, Krummenauer garante que 269 professores serão nomeados. Além disso, o secretário comenta que está sendo estudada a possibilidade de otimizar o processo burocrático de efetivação de professores:

— Esse processo precisa ser melhorado, às vezes leva um mês para chamar uma professora. Nós temos um banco de professores para serem efetivados, mas em alguns casos os professores já estão exercendo outras atividades. Há, também, uma supresa todo dia, são seis mil professores aposentados e milhares que pedem licença todos os anos. Precisamos reavaliar o sistema para que a gente possa suprir esse buraco que fica quando um professor está de atestado, ou licença. 

 

http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/rs-tera-ferramenta-de-gestao-para-monitorar-qualidade-de-ensino-nas-escolas-estaduais-198652.html 

Translate this Page




ONLINE
7