Nota Informativa MEC

Nota Informativa MEC

Nota Informativa MEC

Sistema Educacional em tempos de Coronavírus – Março/2020

Contextualização

Conforme dados da Unesco, divulgados em 18 de março último, metade das crianças e jovens do mundo estão sem frequentar escola devido à pandemia Covid 19, o equivalente a mais de 850 milhões de estudantes.

Constata-se que, inicialmente as autoridades desenvolveram manuais e ações de prevenção para os professores e alunos, contendo orientações de higiene, de comportamentos para evitar contato físico e aglomerações, de protocolos para os primeiros sintomas da doença e formas de tratamento, entre outras informações úteis sobre como prevenir a nova doença. Entretanto estas medidas não foram suficientes para a expansão da doença.

Desde fevereiro, o fechamento de escolas nacionalmente foi a opção para 102 países e, o fechamento parcial, para 11 nações, como resposta à ampliação da doença em vários países. (Unesco, 2020 - https://en.unesco.org/news/half-worlds-student-population-not-attending-school-unesco-launches-global-coalition-accelerate)  

O ensino remoto tem sido discutido em vários países, como uma solução emergente que pode minimizar e compensar os efeitos perversos do fechamento das escolas. Vários formatos têm sido utilizados, como mini vídeos aula, consultas live streaming, aplicativos para celulares entre outras ferramentas tecnológicas.

Iniciativas de países estão sendo compartilhadas como boas práticas, principalmente em relação à utilização de recursos virtuais de aprendizado. Portanto, seguem algumas medidas no âmbito educacional para ampliar a comunicação entre professores e alunos em tempos de reclusão por causa da pandemia em substituição de aulas presenciais.

ESTADOS UNIDOS

Em 20 de março de 2020, quarenta e cinco (45) dos 50 estados americanos decidiram fechar as escolas. Existem pelo menos 98.000 escolas públicas e pelo menos 34.000 escolas particulares nos EUA, de acordo com o National Center for Education Statistics. Essas escolas atendem quase 50,8 milhões de estudantes de escolas públicas e 5,8 milhões de estudantes de escolas particulares. Para harmonizar as informações, o Governo Federal, por meio da Agência de Controle e Prevenção de Doenças – Centers for Disease Control and Prevention, elaborou orientações de cunho preventivo aos administradores das escolas do país, conforme consta no site governamental dos USA sobre o Covid-19 - http://www.coronavirus.gov/,

Considerando a autonomia dos Estados que compõem os Estados Unidos, cada Estado pode formular suas leis e regras no âmbito da política educacional.

Alguns estados discutem ações que não prejudiquem os alunos com acesso restrito a internet. Nesse caso, há planos para utilizar o período das férias de verão para recompor as aulas. Outros estados tem recorrido a ensino à distância.

Indiana:

O Estado de Indiana disponibilizou orientações sobre ensino remoto, conforme constam no site do departamento de ensino oficial - https://www.doe.in.gov/elearning/2020-covid-19-remote-learning

Califórnia:

O Estado da Califórnia apresentou dia 17 de março um manual o qual foca em quatro áreas cruciais:

  1. Ensino à distância e estudo independente https://www.cde.ca.gov/ls/he/hn/appendix2.asp https://www.cde.ca.gov/ls/he/hn/guidance.asp

  2. Provisão de refeição escolar aos alunos de baixa renda

  3. Acomodação para estudantes com necessidades especiais

  4. Assistência e supervisão de crianças

Também estão previstos no estado californiano a disponibilização de recursos financeiros aos distritos para o planejamento e implementação das ações de mitigação da falta de aulas, compartilhamento de boas práticas de ensino à distância, realização de estudo independente no estado e em outros estados, bons exemplos de fornecimento de refeições escolares e recursos para identificação de parceiros locais para apoiar a assistência às crianças. Os manuais trazem orientações práticas sobre acesso a recursos púbicos, à internet e sobre a pandemia. (https://www.cde.ca.gov/ls/he/hn/coronavirus.asp)

https://www.gov.ca.gov/2020/03/17/california-releases-new-covid-19-guidance-for-k-12-schools/

Nova Iorque:

O prefeito Bill de Blasio e o chanceler das escolas Richard A. Carranza anunciaram que a cidade seguirá em direção a um novo modelo de aprendizado remoto por todos os dias letivos até o recesso da primavera. Os alunos não se reportarão aos edifícios escolares para obterem instruções durante esse período. Os prédios escolares estão programados para reabrirem aos alunos após o recesso da primavera na segunda-feira, 20 de abril de 2020.

Learn at home: https://www.schools.nyc.gov/learn-at-home

As escolas e os funcionários podem visualizar a página Comunicações do Coronavírus para obter informações e links para os funcionários que enfrentam informações

Os Centros Regionais estão disponíveis para os filhos de socorristas, profissionais de saúde e nossas populações mais vulneráveis,

Para ajudar os alunos a se conectarem durante o período, o Departamento de Educação de Nova Iorque está emprestando iPads com acesso à Internet para apoiar o aprendizado remoto para os alunos.

Também estão sendo disponibilizadas refeições gratuitas para alunos em 400 pontos da cidade.

https://www.schools.nyc.gov/school-life/health-and-wellness/coronavirus-update

 

CHINA

A China decidiu no início da crise que os alunos ficariam de férias de inverno até dia 16 de fevereiro. O fechamento das escolas intensificou a utilização do ensino à distância, medida que se tornou realidade.

O país está investindo em infraestrutura e conectividade, além de capacitação dos professores e administradores de escola para utilizarem os novos instrumentos e processos de ensino.

As áreas rurais ainda padecem de acesso remoto.

ITÁLIA

Itália fechou todas suas escolas dia 5 de março.  Ao fecharem as escolas, os pais e responsáveis receberam cartas indicando o planejamento do ensino remoto. Cerca de dois mil professores participaram de capacitação sobre ensino à distância, com utilização de aplicativos para celulares e smart TVs. Investimentos em infraestrutura e conectividade estão sendo realizados no país.

Os líderes das escolas, de acordo com as disposições do governo, ativam, durante toda a duração da suspensão das atividades educacionais nas escolas, métodos de ensino à distância, com atenção especial às necessidades específicas dos alunos com deficiência.

Pela internet, o governo italiano tem disponibilizado ferramentas de cooperação, intercâmbio de boas práticas e contato entre escolas, webinars de treinamento, conteúdo multimídia para estudo, plataformas certificadas, também ensino a distância, graças aos protocolos assinados pelo Ministério.

O D.L. O n.18 / 2020, relativo às medidas de apoio à emergência epidemiológica do COVID-19, fornece, entre outras coisas, a destinação de recursos para dispositivos digitais e ferramentas úteis para o ensino a distância.

https://www.istruzione.it/coronavirus/didattica-a-distanza.html

https://www.istruzione.it/coronavirus/didattica-a-distanza_inclusione-via-web.html

BULGÁRIA

O país mobilizou as editoras para abrir os livros digitais e os materiais de aprendizagem das séries 1 a 10. Há também dois canais de TV nacionais que transmitem conteúdo educacional – TV educacional.

 

ESPANHA

O Ministério da Educação e Formação Profissional (MEFP) lançou o site https://aprendoencasa.educacion.es/

O site visa facilitar o acesso a diferentes recursos, ferramentas e aplicativos que fornecem professores, famílias e estudantes a continuidade da atividade educacional durante o período de suspensão das aulas presenciais devido ao estado de alarme causado pelo coronavírus Covid-19.

Com este site, o MEFP quer facilitar o acesso a recursos educacionais usados ​​especificamente para processos a distância. Também estão incluídos os materiais produzidos pelas Comunidades Autônomas ou entidades privadas, como editores ou plataformas educacionais.

Para facilitar o acesso à informação, o site está organizado em torno de três seções principais:

  1. Ele contém recursos úteis para professores de todas as etapas educacionais anteriores à Universidade (Infantil, Primário, Secundário Obrigatório, Bacharelado e Formação Profissional). Além disso, são fornecidas informações sobre o treinamento aberto implementado pelo Instituto Nacional de Tecnologias Educacionais e Formação de Professores (INTEF) e outras iniciativas de entidades privadas, como editores ou plataformas educacionais, que disponibilizam seus serviços à comunidade educacional.

  2. Famílias. Esta seção fornece aos pais informações sobre várias ferramentas, sites e aplicativos organizados por estágio e área de assunto que podem ajudá-los a complementar a educação de seus filhos e filhas e até desenvolver atividades divertidas em família. Também pode encontrar informações sobre como acessar o conteúdo virtual dos principais museus da Espanha e do mundo.

  3. Comunidades autônomas. Esta seção inclui as principais iniciativas desenvolvidas pelas comunidades autônomas para ajudar e orientar os professores sob sua jurisdição nessas circunstâncias extraordinárias.

Esta iniciativa do MEFP é adicionada ao programa especial Aprendemos em Casa, transmitido na TVE desde segunda-feira 23, um projeto promovido pelo Ministério da Educação e Formação Profissional para facilitar o aprendizado nessas circunstâncias extraordinárias em que é importante para os alunos. Assim, os alunos podem mantêm hábitos de estudo sem gerar nas famílias uma tensão adicional que, por si só, causa a situação de confinamento prolongado.

https://aprendoencasa.educacion.es/

https://www.educacionyfp.gob.es/prensa/actualidad/2020/03/20200323-aprendoencasa.html

 

FRANÇA

O governo francês também solicitou a suspensão de aulas e confinamento de alunos em suas casas.

Para a continuidade dos estudos, o plano de contingência visa manter um vínculo educacional entre professores e alunos, manter o conhecimento já adquirido pelos alunos e, ao mesmo tempo, permitir aquisição de novos conhecimentos.

Para permitir a disponibilidade imediata de sessões educacionais on-line, as academias passaram a contar com a disponibilização da plataforma CNED dedicada, Minha turma em casa.

Oferece caminhos educacionais para cobrir um período de quatro semanas, para os seguintes níveis:

- primária (da seção grande do jardim de infância ao CM2) no site Ecole.cned.fr

- faculdade (de 6 a 3 e SEGPA) no site College.cned.fr

- ensino médio (2º e 1º reformados - terminal L, ES, S e bac pro) no site Lycee.cned.fr (com os seguintes cursos especializados para as primeiras aulas gerais: matemática / ciências digitais e da computação / espanhol / italiano / alemão / inglês / latim / grego / história-geografia-geopolítica-ciências políticas / ciências econômicas e sociais / humanidade-literatura- filosofia / ciências da vida e da terra / física-química / artes plásticas)

https://www.education.gouv.fr/ma-classe-la-maison-mise-en-oeuvre-de-la-continuite-pedagogique-289680

https://www.education.gouv.fr/coronavirus-covid-19-informations-et-recommandations-pour-les-etablissements-scolaires-et-les-274253

 

ISRAEL

Israel realizou a suspensão temporária das aulas e incentivou o aprendizado online por meio, por exemplo do Learning in Quarantine – Aprendendo na Quarentena

Disponibilização de cursos e materiais acadêmicos on-line para estudos durante o período da quarentena:

https://campus.gov.il/course/?termid=677&utm_source=go.gov.il&utm_medium=referral

 

CANADÁ

Província de Alberta:

A provícia tomou as seguintes medidas de contingência em suas escolas:

- Todas as turmas das escolas K (jardim de infância) a 12 estão canceladas até novo aviso

- Todos os testes provinciais de grau 6 e 9 e exames de diploma de grau 12 são cancelados

- As autoridades escolares oferecerão oportunidades de aprendizado em casa para todos os alunos do Jardim de Infância ao 12º ano - https://www.alberta.ca/student-learning-during-covid-19.aspx

- Cada aluno receberá notas finais e um boletim adequado ao seu nível

- Os alunos do ensino médio em vias de receber 100 ou mais créditos ainda poderão se formar

https://www.alberta.ca/coronavirus-info-for-albertans.aspx

As autoridades escolares oferecem oportunidades de aprendizado em casa para todos os alunos do jardim de infância ao 12º ano on-line ou através de acomodações, como pacotes de cursos e check-ins por telefone.

Os professores determinarão o conteúdo a ser coberto com base nos resultados curriculares restantes e planejarão tarefas razoáveis ​​para serem realizadas em casa.

O governo provincial continua a financiar as autoridades escolares pelo restante do ano letivo de 2019/20. Isso ajudará as autoridades escolares a oferecer aprendizado em casa para seus alunos.

Jardim de Infância ao 3º Ano

O conteúdo da educação se concentrará nos resultados de idiomas / alfabetização e matemática / numeracia do currículo provincial.

Os professores atribuem uma média de 5 horas de trabalho por aluno por semana e devem trabalhar com alunos e pais para entregar esses materiais.

 

 

Classes 4 a 6

O conteúdo educacional continuará focado nos resultados de idiomas / alfabetização e matemática / numeracia. Também haverá oportunidades para incorporar os resultados de estudos sociais e científicos por meio de aprendizado transcurricular.

Os professores atribuem uma média de 5 horas de trabalho por aluno por semana e devem trabalhar com alunos e pais para entregar esses materiais.

 

Classes 7 a 9

O conteúdo da educação se concentrará nos principais resultados do currículo de:

- matemática

- idioma / alfabetização

- Ciência

- estudos Sociais

Os professores atribuirão uma média de 10 horas de trabalho por aluno por semana e devem trabalhar com alunos e pais para entregar esses materiais.

Classes 10 a 12

O conteúdo da educação se concentrará nos cursos especificados e principais necessários para os requisitos de conclusão do ensino médio, incluindo:

idioma (inglês, francês e francês)

estudos Sociais

matemática

biologia

química

física

Os professores fornecerão conteúdo de outros cursos sempre que possível.

Os professores atribuirão uma média de 3 horas de trabalho por curso por semana e devem trabalhar com alunos e pais para entregar esses materiais

Os pais podem complementar o aprendizado dos alunos, fornecendo aos filhos recursos adicionais. Os recursos online provinciais estão disponíveis para os pais.

 

Quebec

O Gouvernement du Québec ordenou o fechamento estendido de instituições de ensino (escolas de ensino fundamental e médio, centros de treinamento, escolas particulares) até 1º de maio. Os serviços de creche (CPE, subsidiadas, não subsidiadas e creches familiares) serão reservados para as crianças (desde o nascimento até os 5 anos de idade) de assistência médica, serviços sociais e pessoal de serviços essenciais até 1º de maio, inclusive.

Os serviços de creche das escolas de emergência estão abertos às crianças (de 4 a 13 anos) de assistência médica, serviços sociais e pessoal de serviços essenciais.

Instituições de ensino, incluindo instituições de ensino superior:

Alunos da pré-escola, ensino fundamental e médio e alunos matriculados em treinamento vocacional e educação de adultos não terão que repetir o ano letivo atual. Os professores usarão seu julgamento profissional para decidir, com base nos dois primeiros boletins de seus alunos, se eles passarão para o nível seguinte. Não haverá exames ministeriais.

Em 30 de março, os pais desses alunos terão acesso contínuo às atividades pedagógicas. Estes serão disponibilizados através da televisão pública, da Internet e das ferramentas digitais das escolas. Os estudantes mais vulneráveis, aqueles com dificuldades de aprendizagem, podem contar com medidas adaptadas às suas necessidades.

O uso dessas ferramentas não é obrigatório, uma vez que a situação atual já apresenta desafios suficientes para a organização familiar.

Estudantes universitários poderão concluir seu período de inverno on-line.

https://www.quebec.ca/en/health/health-issues/a-z/2019-coronavirus/situation-coronavirus-in-quebec/

http://www.education.gouv.qc.ca/en/coronavirus/frequently-asked-questions/




ONLINE
20