Covid em escolas de Porto Alegre

Covid em escolas de Porto Alegre

Servidores da educação de Porto Alegre denunciam mais de 45 casos de Covid-19 em escolas

Nesta quinta-feira, 33 das 99 escolas do município receberam alunos, segundo  a Smed


Nesta quinta-feira, 33 das 99 escolas do município receberam alunos, segundo a Smed


ALEX ROCHA/DIVULGAÇÃO/JC            Fernanda Crancio

Mesmo sem atualização oficial dos casos de Covid-19 registrados em escolas municipaIs, entidades representativas dos servidores da educação de Porto Alegre estimam que mais de 45 contágios já tenham sido notificados. Em greve sanitária desde segunda-feira (19), os municipários reforçam que não há condições para o retorno das atividades presenciais por conta da pandemia e que irão recorrer da decisão judicial que determinou, na quarta-feira (21), que os professores retomem suas atividades.

De acordo com o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), 8O escolas informaram que possuem condições de risco para alunos e servidores, por falta de adequações sanitárias, funcionários e equipamentos de proteção individual (EPIs). A entidade enfatiza, ainda, que a mobilização da categoria pela greve sanitária tem justamente o objetivo de denunciar a falta de segurança sanitária das instituições. "Em momento nenhum os professores e professoras se negaram a trabalhar, inclusive, estão em trabalho remoto", diz nota divulgada pelos sindicalistas, que nesta sexta-feira (23) realizam nova assembleia on-line, para avaliar as próximas ações.

Nesta quinta-feira (22), a Associação dos Trabalhadores/as em Educação do Município de Porto Alegre (Atempa) divulgou registro de casos de Covid também em escola conveniada à prefeitura. "Está se alastrando, e isso que temos pouquíssimos alunos sendo atendidos. Algumas escolas, como a EMEI Barnabé já têm três casos positivos, por exemplo. Se voltarem as aulas nas escolas fundamentais, que têm muito mais gente, teremos muito mais casos", afirma um dos diretores da Associação, Marcus Vianna.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (Smed), desde a semana passada, quando 34 casos de contaminação de alunos e professores foram notificados à prefeitura, não houve nova atualização dos registros. Nesta quinta-feira (22), a pasta contabilizou 33 das 99 escolas do município abertas.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que tem feito testagem nas escolas, inclusive com envio de equipes volantes às instituições. Além disso, todos os que testaram positivos receberam acompanhamento, e as pessoas que tiveram contato com os infectados também foram testadas. Pelas normas municipais, a suspensão de turmas por Covid-19 só é considerada quando houver dois casos confirmados na mesma turma.

 




ONLINE
13