Desafio contemporâneo

Desafio contemporâneo

 

Gregório Grisa

 

Identifiquei uma dificuldade que se intensificou no isolamento social, logo quando ela deveria arrefecer, a de se distanciar da polêmica ou do fato do dia. Faz sentido tentar fazer isso?

Quanto mais tempo passamos comentando acontecimentos instantâneos, pesquisando aspectos da pauta da vez, menos tempo dedicamos a análises mais densas, mais capazes de ofertar alternativas para nossos campos de trabalho e nossos tempos.

Não estou dizendo que não devamos travar o debate das circunstâncias, mas que temos de cuidar para ele não se tornar a única coisa que fizemos. Um dia o tema é jurídico, no outro ambiental, depois educacional ou de saúde.

A ansiedade tanto por opinar quanto por cobrar opiniões dos outros passa a ser algo imperceptível. O formato das redes sociais induz a isso, a liberação de dopamina e endorfina que o like, o compartilhamento dos demais traz nos mantem ali. Há recompensa para o cérebro, o reconhecimento vicia, eis o ser humano.

Estamos vivendo um movimento de substituição do penso mais longo e demorado sobre temas de fundo, pela demanda incessante pela evidência imediata, que muitas vezes desagua em lacre ou mesmo em interpretações aligeiradas?

A velocidade dos debates parece estar mudando, há alguns anos fazíamos seminários para discutir um livro, um autor. Duravam semestres ou anos, a leitura era digerida para depois se consolidar. Hoje vamos direto nas conclusões do paper, só precisamos delas para responder mais rápido.

Pode ser um momento meio nostálgico que me toma, mas tenho tido dificuldade para refletir sobre questões mais estruturais. A conjuntura vem exigindo respostas ‘full-time’ sobre questões que não necessariamente estamos nos perguntando, questões da nossa timeline não precisam ser as nossas.

A rotina da participação no debate público não pode representar um empobrecimento da qualidade dessa participação. Daí que definir qual é sua seara de debate público e fazer escolhas pode ser uma forma de distanciamento, inclusive para aperfeiçoar a intervenção que será feita.

Não entrar em todas brigas, não tomar todas as dores, não opinar sobre todos temas, não se debruçar sobre qualquer quiprocó no Trending Topics, um desafio contemporâneo.

 

https://www.facebook.com/gregoriogrisa




ONLINE
11