Pesquisa satisfação de professores

Pesquisa satisfação de professores

Pesquisa aponta satisfação de professores brasileiros com o ambiente de trabalho

Os professores dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio no Brasil mostram-se, em sua maioria, satisfeitos em relação ao ambiente de trabalho. A constatação é parte da Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Teaching and Learning International Survey – Talis) 2018, que foi realizada sob a coordenação da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é o responsável pela aplicação da Talis no país, em parceria com as secretarias estaduais de educação.

Anos finais do fundamental – Os professores dessa etapa da educação básica foram perguntados se gostariam de mudar para uma nova escola, caso fosse possível, e 13% afirmaram que sim. Esse percentual está abaixo da Média Talis (21%) e figura como um dos mais baixos entre os países latino-americanos da pesquisa. Somente na Cidade Autônoma de Buenos Aires (CABA), encontra-se um percentual ainda menor (12%) do que no Brasil. Nos demais países/economias, os percentuais são os seguintes: 25% na Colômbia e no Chile e 27% no México.

Ensino médio – Entre os professores brasileiros do ensino médio, a proporção dos que manifestaram que mudariam de escola, se possível, também é baixo. O percentual do Brasil (14%) se iguala ao da Dinamarca e ambos estão bem distantes de Taiwan, que apresentaram o maior percentual de professores que informaram que mudariam para outra escola se pudessem (42%).

Amostra – Essa é a terceira edição da pesquisa Talis, que acontece a cada cinco anos e, nesta rodada, englobou 48 países/economias. Participaram 2.447 professores e diretores de 185 escolas dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e 2.883 de 186 escolas do ensino médio, das redes pública e privada. Em março deste ano, ocorreu a publicação do segundo volume da Talis 2018. Na primeira, em junho de 2019, foi publicado o primeiro volume, com foco no conhecimento e nas habilidades envolvidas no trabalho.

Os resultados da Talis 2018, Volume II, podem ser conferidos em várias apresentações, encontradas no portal do Inep. A equipe de estudos estatísticos do instituto preparou a edição de notas estatísticas com os principais dados do Brasil. Para o diretor de Estatísticas Educacionais do Inep, Carlos Eduardo Moreno, a disponibilização dos resultados da Talis abre um importante caminho para que se aprofundem pesquisas a partir de dados empíricos, que tragam a voz do professor ao redor do mundo, tanto por parte do corpo técnico do Inep quanto dos pesquisadores brasileiros. “O Inep traz um volume importante de informações, uma riqueza de dados, que são um convite também ao público, aos pesquisadores e às instituições, para que se apropriem da Talis e explorem com mais profundidade esses resultados, inclusive com a possibilidade de cruzamento dessas informações com uma série de outras bases do Inep, como o Censo Escolar, nossos exames e nossas avaliações”, ressalta Moreno.

Talis – A Diretoria de Estatísticas Educacionais do Inep é a área técnica responsável pela aplicação no Brasil desde a sua primeira edição, em 2008. A pesquisa Talis tem o objetivo de conhecer as percepções dos professores e diretores de escolas da educação básica sobre o ambiente de ensino e aprendizagem. A comparação de informações atualizadas e que levam em conta o ponto de vista dos profissionais atuantes nessas etapas de ensino visa a ajudar os países na revisão e na definição de políticas educacionais cada vez mais efetivas.

Confira outros dados da Talis 2018




ONLINE
11