PISA para crianças

PISA para crianças

Vem aí PISA para crianças de 5 anos

Um novo teste está sendo desenvolvido pela OCDE para avaliar a educação infantil e será aplicado a crianças de 5 anos. Diane Ravitch repercute em seu Blog denúncia de Helge Wasmuth sobre a OCDE estar preparando mais esta avaliação. Apelidado de Baby PISA, Helge diz que ele levará a:

“Aumento da padronização, a responsabilização de alto impacto, resultados de aprendizado predeterminados, controle sobre professores, modelos de gerenciamento baseados em negócios e privatização.

“O objetivo do estudo é reunir informações sobre as habilidades cognitivas e sócio-emocionais das crianças, bem como as características de seus ambientes domésticos e de educação precoce. A avaliação direta, incluindo amostras reais do trabalho dos alunos, medirá os domínios da alfabetização, aritmética emergente, função executiva, empatia e confiança. Espera-se que as crianças façam seu trabalho em um tablet, dedicando aproximadamente 15 minutos a cada domínio durante um período de dois dias. A avaliação indireta – relatórios dos pais e funcionários e observações do administrador – incidirá nas habilidades cognitivas e sócio-emocionais. Ao participar do estudo, afirma a OCDE, os países membros terão acesso aos principais fatores que impulsionam ou impedem a aprendizagem precoce, desenvolvendo um quadro comum e benchmarks.

“O estudo está em andamento. Um piloto que inicialmente foi planejado, o que teria proporcionado uma valiosa oportunidade para um feedback significativo e aprimoramento, foi descartado. A organização avançou com a coleta de dados, a ser realizada a partir do final de 2017 até 2019. Isso será seguido pelo chamado “controle de qualidade” e análise, e a divulgação de um relatório em 2020.

“O plano original exigia a participação de três a seis países nos hemisférios do norte e do sul, e várias comunidades de educação infantil já registraram protestos bem-sucedidos, instando os governos a se absterem (Canadá, França, Alemanha, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Suécia e Dinamarca estão entre eles.) (…)

“A crítica ao IELS tem sido feroz, e inúmeras preocupações foram levantadas. O mais flagrante é a marginalização da comunidade mais ampla da educação infantil. “Todo o projeto IELS foi protegido por segredo desde o primeiro dia”, disse-me Mathias Urban, diretora do Early Childhood Research Center da Universidade de Roehampton em Londres. Pesquisadores e estudiosos respeitados no campo não foram consultados, sua entrada não foi bem-vinda. Como tem sido o caso da política de educação inicial, décadas de pesquisa foram ignoradas.”

Leia no blog de Diane Ravitch.

Leia notícia por Helge Wasmuth.

 

https://avaliacaoeducacional.com/2017/12/07/vem-ai-pisa-para-criancas-de-5-anos/ 




ONLINE
7