Redação do Enem 2019

Redação do Enem 2019

Redação do Enem 2019 é sobre democratização do acesso ao cinema

A informação foi divulgada no perfil pessoal do ministro da Educação no Twitter

O tema da redação do Enem 2019 é “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. A informação foi divulgada na conta pessoal do ministro Abraham Weintraub no Twitter. Neste momento, milhões de candidatos fazem o primeiro dia de prova do Enem, que, além da redação, conta com 90 questões de Ciências Humanas e Linguagens. 

De acordo com a coordenadora de redação do Poliedro, Maria Catarina Bozio, o tema não chega a surpreender porque o acesso à cultura é um eixo geralmente trabalhado pelos professores em sala de aula. Antunes Rafael dos Santos, diretor do Colégio Oficina do Estudante, compartilha dessa opinião, e diz que o assunto se aproxima das propostas de anos anteriores do Enem que têm certo cunho social e está ligada a acontecimentos cotidianos e atuais. Ambos lembram que o acesso à cultura é um direito do cidadão e, portanto, espera-se que o candidato defenda essa democratização.

Os professores reforçam, no entanto, que só será possível analisar com precisão o que o Enem esperava do candidato depois da divulgação dos textos de apoio. A possibilidade de abordar ou não o financiamento da cultura – tema bastante em pauta este ano por conta da Lei Rouanet e da Ancine – também é um ponto de desacordo entre alguns professores. O professor Marcelo Pavani, que dá aulas de redação no Oficina do Estudante, aponta que falar apenas de financiamento ou discutir a democratização do debate sobre cinema, ao invés do acesso ao cinema, poderiam ser consideradas situações em que o candidato fugiu do tema.

A prova deste domingo teve início às 13h30, pelo horário de Brasília, e os portões fecharam pontualmente às 13h. Hoje, por contar também com a redação, a prova terá 5h30 de duração e vai até às 19h. Os candidatos só podem sair em definitivo da sala depois de transcorridas 2 horas de prova, e o caderno de respostas só pode ser levado pelo candidato a partir das 18h30. Infringir qualquer uma destas regras resulta em eliminação. 

Todos os anos, o Inep traz orientações no edital do exame sobre atitudes que podem zerar ou anular a redação de um candidato. Entre elas, está a fuga total do tema proposto ou do formato dissertativo-argumentativo, deixar a folha de redação em branco, escrever menos de sete linhas, escrever discurso ofensivo ou desenhar na prova. Escrever partes desconexas no meio do texto (como as famosas receitas de miojo) também zera a redação. Confira aqui todas as regras. 

As cinco competências avaliadas na prova

A redação do Enem vale, no total, 1000 pontos, que são divididos entre cinco competências da seguinte forma:

Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;

Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;

Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos.

Resultado

O Inep ainda não estabeleceu uma data para divulgação dos resultados individuais do Enem 2019, mas o gabarito oficial das questões da prova deve ser publicado no dia 13/11, quarta-feira seguinte à aplicação da segunda prova. 

 

https://guiadoestudante.abril.com.br/enem/tema-da-redacao-do-enem-2019-democratizacao-do-acesso-ao-cinema/?fbclid=IwAR352M2Ebks-4QNujjZsyKsV2Ck8KbZnce5ct4YGz6kY-C4d0DbQtyjhLP4 




ONLINE
9