Se o Brasil estivesse certo

Se o Brasil estivesse certo

Se o Brasil estivesse certo

por Jaqueline Moll

 

Se o Brasil estivesse certo, Portugal estaria errado! Só que não!!!!

Fiz ontem a conferência de abertura do Congresso da Rede Portuguesa de Cidades Educadoras, como no mês de abril em relação a Rede Mexicana congênere.

Ligadas a Associação Internacional de Cidades Educadoras, essas redes são compostas por cidades que abraçam a ideia de que o poder público tem uma importante função educativa que além da escola, bem e direito inegociável em sociedades evoluídas, envolve suas ações em todas áreas de atuação: saúde, ambiente, saneamento…inclusive as finanças. 

Porto Alegre já compôs esta Rede e deu ao mundo lições importantes através do Orçamento Participativo. O trabalho continuado gestão após gestão, em décadas, baseado nas premissas do Estado de Direito, da democracia, da transparência e sobretudo na concepção de que o povo é o maior patrimônio das cidades e dos países e, portanto, ele é o grande investimento a ser feito, permitiu a este pequeno país ibérico tornar-se um dos lugares mais seguros para viver, além de destino turístico e de grandes investimentos.

Nada de armas, nada do fim das ciências humanas, nada de cortes nas áreas sociais e, principalmente, na educação. Portanto, se o Brasil estivesse certo nos delírios dos que hoje o governam, me refiro ao governo federal, ao governo estadual do Rio Grande do Sul e a cidade de Porto Alegre onde vivo, os portugueses estariam errados. E isto não é possível.

Governados por uma coalizão de partidos de centro esquerda, no âmbito nacional e em muitas e muitas cidades, ninguém por aqui tem medo (medos que são sempre construídos) de comunistas ou socialistas, outro sinal de nosso triste atraso. Ontem ouvi prefeitos (presidentes de câmaras municipais) honrando seus postos e falando de cidadania, inclusão, ampliação de oportunidades educacionais, bibliotecas, arte, cultura, esportes…

Contraponto absoluto ao escárnio que se tornou a política brasileira em relação a estes temas. Triste que em meu estado e minha cidade, jovens velhos mandatários só falem em cortes, em crise, em redução de serviços…sem falar da idiotia que tomou conta do governo federal.

Portanto o caminho a ser trilhado é o percorrido por Portugal!! Não tenho nenhuma dúvida!!!!

 

 http://blogdogeraldi.com.br/se-o-brasil-estivesse-certo/ 




ONLINE
9