STF aprova aumento do seu salário

STF aprova aumento do seu salário

Ministros do STF aprovam aumento do próprio salário com possíveis impactos para todo o funcionalismo

O presidente da República eleito nas eleições de outubro ganhou nesta quarta-feira um problema a mais para balancear as contas públicas a partir do próximo ano. Por 7 votos a 4, os ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram incluir na proposta orçamentária de 2019 uma previsão de aumento de 16,38% nos salários dos magistrados. Caso o Congresso Nacional aprove a inclusão, os salários dos ministros passarão de 33.700 reais para algo em torno de 39.300 reais. A mudança representará um gasto extra de 2,7 milhões de reais só no STF. O impacto total é estimado em 3 bilhões de reais ao ano.

Como os salários dos ministros servem de teto para o funcionalismo público, outras remunerações podem subir até alcançar o novo limite. A presidenta da Corte, Cármen Lúcia, manifestou preocupação com o efeito cascata do aumento ao rejeitá-lo durante a sessão administrativa em que foi aprovado o reajuste. Junto com ela, votaram Rosa Weber, Edson Fachin e o decano Celso de Mello, que destacou a "clara escassez de recursos" ao votar contra. O ministro Ricardo Lewandoswki defendeu o aumento como "modestíssimo", enquanto Dias Toffoli e Gilmar Mendes disseram que a ideia do teto precisa ser rediscutida.

 

https://brasil.elpais.com/Comentario/1533768864-ca8587feadd24e24f0d4476633fb56e2?id_externo_rsoc=FB_BR_CM 




ONLINE
19